27 de novembro de 2010

DESINTOXICAÇÃO



























Nunca fumei, nunca bebi.

Mas derrepente a gente percebe

vícios n’alma.

É uma alucinação desenfreada que nos rouba

a visão e faz-nos ter movimentos repetitivos.

É sentir que temos casa, mas viver como se estivéssemos longe dela!

É inventar mentiras para que as verdades não sejam descobertas.

É roubar, camuflar, fugir da polícia.

É escolher um modo de vida tirano.

É gastar os pulmões, não tendo mais a lembrança

do ar puro. Respiração livre!

Depois da desintoxicação, vem o vazio.

Vazio? Não será paz? Alma limpa?

Tem gente que precisa de uma loucura para alimentar a vida!

A falta de alucinações é a equivalência da sanidade.

Descobre-se a cura.

Mata-se a droga da neurose.



Jussara Barbosa

Um comentário:

  1. Vim conhecer seu espaço e gostei muito! Muito seleto e diversificado. Parabéns. A educação é a base do ser humano para sua vida em sociedade e para uma vida feliz. Também sou educador e vejo que nossa base holística é o caminho mais ameno a seguir, repleto de aprendizados diários em rumo a uma qualidade de vida equilibrada.
    Obs: Me tornei seu seguidor.
    Prof. José Carlos
    http://projetosead.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Olá! Obrigada pela visita!