19 de outubro de 2010

MEUS EUS!



Ás vezes me sinto diante de um paredão, como se não houvesse mais saída para minhas esperanças, meus questionamentos!
Mergulho então numa solidão imperceptível. Já até me acostumei a ela!
Volto a roer minhas unhas na esperança de conseguir mais oxigênio...chego a superfície!
Meus olhos molhados conseguem ver apenas ilhas, nada mais...
Nasce o desejo de permanecer mergulhada na profundidade do mar onde tudo é escuro e
os peixes não possuem olhos...
Não seria melhor assim? Não ver? não enxergar? Não sentir?
Parece que quem se ausenta de alguma dessas opções segue melhor...caminha!

Eu continuo na aventura de saber lidar com meus eus, minhas representações.
Meus papéis indecifráveis que me remetem a uma outra vida,
na esperança de transpor barreiras, muralhas, oceânos!


Ass.: Eus


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Obrigada pela visita!