28 de abril de 2010

FALTA DE RESPEITO...



Hoje vindo do curso de inglês, exausta e já quase biruta com essa língua que pra mim é tão distante, passei por duas mulheres na calçada e uma cheia de arrogância disse para outra " não foi você que dormiu na minha cama, fui eu que fui com seu marido para o motel", fiquei horrorizada com aquilo e no mesmo instante uma senhora que passava comigo olhou da mesma forma para mim, ela ficou curiosa e começou a andar devagar, eu segui meu caminho sem olhar pra trás...mas parecia que ia rolar barraco  agressões físicas.
Uma vez liguei para o meu pai, agradecendo a ele por tudo quanto ele me ensinou, eu disse que depois de Deus, a segunda pessoa a quem eu era grata por minha formação era ele, ele se emocionou e carinhosamente disse que agradecia também a Deus pela minha vida, e disse " Jussara, você não conhece o mundo". Na hora não entendi o que ele quis dizer e partimos para outros assuntos... meses depois fui compreender o que ele me disse...
Louvo a Deus pela minha formação cristã, aliás é assim que me identifico, não como evangélica ou crente, mas digo que tenho uma formação cristã, e foi isso que me livrou de não ter conhecido o "mundo" como meu pai disse. Creio que o mundo que ele se referiu, foi esse mundo podre, onde as pessoas não se respeitam, vivem uma vida promíscua longe de qualquer senso de limites, lavam  roupas sujas nas calçadas, e quando as lavam não é com a intenção de ficarem limpas, mas de se sujarem ainda mais!
Assim caminha a humanidade...ninguém está livre de uma separação, digo sempre que ninguém é obrigado a ficar com ninguém, os divórcios existem e deveriam ser encarados como última das soluções na procura da felicidade, mas fico perplexa como as pessoas perderam totalmente o valor de família, de respeito, de consideração, de vergonha e dignidade, sair com o marido da outra e jogar na cara dela virou motivo de orgulho nesta sociedade maluca! Viva meu paizinho de 82 anos, que me ensinou princípios que não desprezarei jamais...
Beijo imenso no coração!

21 de abril de 2010

Quando um amigo muda o rumo da sua vida!


Em Janeiro, recebi a visita de uma amiga que estava distante fazia uns 10 anos, eu tenho  mania de, do "nada" me lembrar de alguns amigos ( nomes) que não vejo há muito tempo e então, corro para o telefone e faço contato, assim, do "nada" mesmo! Alguns ficam felizes, outros não entendem nada...mas ano passado lembrei dessa amiga e liguei pra ela, ficamos felizes, pois apesar de tanto tempo sem nenhuma comunicação, o sentimento bacana estava lá...marcamos de nos encontrarmos, e o encontro aconteceu em janeiro passado. Essa visita mudou o rumo da minha vida e da vida do meu esposo. Mariana é o que chamo de mentora espiritual ( observe: mentora, não tutora...) ela é do tipo que dá pra você uma nova versão das coisas, outra musicalidade...mais velha que nós ( mas também nem tanto assim) parece que Deus deu para ela esse dom do cajado rs, de metê-lo nas águas e separá-las para que o povo passe...de fato temos vivido o novo de Deus em diversas àreas de nossas vidas, isso me faz pensar em como nosso memória desenvolve um papel espiritual super importante. Tem uma música que diz "quero trazer a memória aquilo que me dá esperança", existe muita gente "desmemoriada" no mundo, as relações são descartáveis e até mesmo as amizades que fazemos, principalmente na vida adulta, não são construídas com sentimentos duradouros, não são amizades para o futuro, são amizades unicamente utilitárias. Encontramos as pessoas, passamos um tempo com elas, comemos, saímos, vamos em suas casas, e depois parece que nunca existiram. Não estou falando de todos os relacionamentos, pois alguns realmente são transitórios, mas falo dos significativos...então, é preciso ativar a memória da alma e trazer essas pessoas para que vivamos novamente os bons momentos desfrutados tempos atrás, isso pode significar também oxigênio para alguns sonhos...
Louvo a Deus pela vida dessa amiga e de tantos outros que conquistei que me fazem viver Deus em pessoa aqui na terra.

" Há amigos mais chegados que um irmão"   (Provérbios)
" Há amigos que de tão chegados acabam virando irmãos"  (Jussara)

 Beijo grande!